Fones de ouvido carregam bactérias e fungos nocivos à saúde

1094

Além da regulagem do volume, a higiene dos fones de ouvidos é outro aspecto que merece atenção. Pesquisa realizada pela Faculdade de Biomedicina da DeVry Metrocamp, em Campinas (SP), mostrou a contaminação desses aparelhos por aproximadamente 10 mil fungos e bactérias, que podem causar desde coceiras até infecções mais graves, com risco de perda de audição.

Durante três meses, foram analisados 40 fones – 30 do modelo mais comum, que se encaixa na cavidade da orelha, e 10 headfones, pertencentes a jovens e adultos, que costumavam emprestar esses equipamentos para outras pessoas. A maioria não tinha o hábito de fazer a sua higienização.

O resultado acendeu o sinal de alerta: em 87% dos fones, foi constatado alto índice de contaminação, inclusive da bactéria Staphylococcus aureus, responsável por infecções de pele e das vias aéreas superiores.

A recomendação dos pesquisadores é fazer a limpeza dos fones se possível todos os dias ou pelo menos uma vez por semana, usando álcool isopropílico, que não agride os contatos eletrônicos do aparelho. Outra orientação é deixar os fones em local arejado e evitar o seu empréstimo.

Fonte: Globo.com