Um terço dos brasileiros com mais de 18 anos apresenta quadro de hipertensão

1037

Chamada popularmente de “pressão alta”, a hipertensão arterial é uma doença democrática: atinge homens e mulheres, crianças e idosos, pessoas calmas ou nervosas, acometendo cerca de 30% da população mundial.

É mais frequente em afrodescendentes, em diabéticos, em pessoas com obesidade e nos idosos – pacientes com mais de 70 anos têm 60% de chance de se tornarem hipertensos. Quando não controlada, pode causar sérias complicações.

“A hipertensão arterial é uma doença que exige tratamento para o resto da vida. Pode ser controlada com hábitos de vida saudáveis e com medicação apropriada”, afirma o cardiologista Luiz Bortolotto, diretor científico da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH). Segundo ele, a pessoa hipertensa pode viver bem, com boa qualidade de vida, desde que siga corretamente as recomendações do médico.

O que é e quais os riscos

Um paciente hipertenso é aquele que apresenta pressão arterial, sistematicamente, igual ou maior que 14 por 9. O diagnóstico é feito a partir de várias leituras da pressão arterial, que deve ser aferida com o paciente sentado, respeitando-se um período de repouso de cinco minutos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, a doença é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. “Quando não tratada, a hipertensão pode trazer várias complicações cardiovasculares e renais. Pode levar à diálise e causar disfunção cognitiva (demência vascular)”, destaca Luiz Bortolotto. Um terço dos brasileiros com mais de 18 anos apresenta quadro de hipertensão arterial.

São vários os fatores que contribuem para a elevação da pressão arterial – entre eles, hereditariedade, vida sedentária, má alimentação, consumo exagerado de sal e de álcool, tabagismo e estresse. Na maioria dos casos, a pessoa hipertensa não apresenta sintomas.

O que fazer

Além da medicação diária prescrita pelo médico, o tratamento da hipertensão arterial inclui a adoção de um estilo de vida saudável. “Atividade física regular, manter o peso controlado, ingerir menos sal e fazer atividades que relaxam ajudam a manter a vida do hipertenso com baixo risco de complicações”, resume o cardiologista.

De acordo com a SBH, são 10 os “mandamentos” contra a pressão alta:

  • Meça a pressão pelo menos uma vez por ano;
  • Pratique atividades físicas todos os dias;
  • Mantenha o peso ideal, evite a obesidade;
  • Adote alimentação saudável: pouco sal, sem frituras e com mais frutas, verduras e legumes;
  • Reduza o consumo de álcool. Se possível, não beba;
  • Abandone o cigarro;
  • Nunca pare o tratamento, é para a vida toda;
  • Siga as orientações do seu médico ou profissional da saúde;
  • Evite o estresse. Tenha tempo para a família, os amigos e o lazer;
  • Ame e seja amado.

Fonte: SBH