Equipe da Home Doctor participa de Congresso Internacional de Ventilação Mecânica, na França

1341

A participação da Home Doctor no 15o Congresso Internacional de Ventilação Mecânica Domiciliar, realizado de 15 a 17 de março, em Lyon (França), deixou claro que a empresa está alinhada com as melhores práticas para garantir a ventilação domiciliar de pacientes com doenças neuromusculares, como esclerose lateral amiotrófica e amiotrofia muscular espinhal tipo I.

Segundo a coordenadora médica da Home Doctor, Dra. Heloisa Amaral Gaspar Gonçalves, pode ser observado no congresso que em países desenvolvidos a tendência tem sido o uso crescente de formas não invasivas de ventilação, com a adoção de máscaras faciais/nasais. “O uso dessas técnicas tem crescido na Home Doctor nos últimos anos, porque entendemos que oferece benefícios ao paciente, como melhor qualidade de vida e redução do desconforto respiratório, das infecções pulmonares e das internações hospitalares”, afirma.

 Resultados comprovados

O trabalho científico da Home Doctor apresentado no congresso na França comprova o alinhamento da empresa com as condutas clínicas adotadas por especialistas mundialmente reconhecidos. “É uma demonstração da qualidade do atendimento médico prestado pela Home Doctor”, reforça Dra. Heloisa.

De acordo com o trabalho, quando comparado 2017 com 2015 a Home Doctor apresentou o dobro de pacientes com doenças neuromusculares em uso de ventilação não invasiva (25% vs 13%), com aumento progressivo e gradual nos últimos meses.

Dra. Heloisa explica que, embora as doenças neuromusculares não comprometam a função pulmonar diretamente, a fraqueza muscular leva a alterações ventilatórias e ao comprometimento da eficácia da tosse. Como consequência, pode ocorrer acúmulo de secreções pulmonares, dificuldade respiratória e hospitalizações frequentes com evolução prematura ao óbito.

Por muito tempo, a ventilação invasiva, por meio da traqueostomia, foi o principal método utilizado pela facilidade garantir uma via aérea segura e definitiva e desta forma requerer uma menor estrutura de equipe de profissionais de saúde e equipamentos em domicílio. Mas, segundo o trabalho apresentado pela Home Doctor no Congresso Internacional, diversos estudos vêm reforçando os benefícios da ventilação não invasiva para os pacientes com doenças neurológicas.

“Hoje, vemos que os métodos invasivos tendem a ficar restritos a apenas alguns casos específicos e avançados e que devemos observar um crescente aumento da opção por métodos não invasivos”, conclui Dra. Heloisa, uma das autoras do trabalho.

Dr. Cláudio Flauzino, Diretor Executivo da Home Doctor e um dos autores do trabalho: presença no Congresso
Rosângela Oliveira, gerente de Equipamentos Médicos da Home Doctor