Expansão e aperfeiçoamento contínuo são os objetivos da HD para o segundo semestre

510

A partir do segundo semestre deste ano, a Home Doctor passa a atuar também em Recife, inaugurando mais uma frente de trabalho no setor da atenção domiciliar. Atualmente, a empresa está presente em mais de cem municípios brasileiros.

A informação foi dada por Dr. Claudio Flauzino, diretor-executivo da Home Doctor, durante o Fórum Home Doctor realizado em São Paulo. Em sua palestra, ele falou sobre os reflexos da educação continuada na atuação dos profissionais de atenção domiciliar, e anunciou mais uma novidade: o Instituto Home Doctor de Ensino e Pesquisa em Atenção Domiciliar (IEP), que desde o ano passado vem atuando de forma embrionária, será lançado efetivamente no segundo semestre deste ano.

A grade de atividades do instituto tem por objetivo desenvolver, treinar e capacitar profissionais para a atenção domiciliar; atrair e reter talentos para o setor; fomentar pesquisa científica; e melhorar a qualidade e o resultado da assistência prestada a pacientes e familiares no domicílio. Para isso serão realizados cursos e treinamentos, com plataformas de ensino a distância, entre outras atividades.

O IEP engloba, ainda, a Universidade Corporativa, que tem como foco o treinamento e a formação de lideranças. Com bolsas parciais ou integrais, a Home Doctor custeia cursos de MBA, graduação e pós-graduação. O IEP tem, hoje:

  •  2.548 alunos cadastrados;
  • 12 cursos;
  • 41 aulas realizados.

Alinhada ao objetivo de aprimorar a qualidade técnica de seus profissionais, a Home Doctor incentiva a participação de colaboradores em congressos e outros eventos científicos.“Na agenda do IEP para o segundo semestre está prevista a realização de dois cursos: workshop de ventilação mecânica domiciliar e suporte básico para cuidadores e familiares”, informou dr. Flauzino. Também está prevista a inauguração do Centro de Simulações, com dois leitos para treinamentos presenciais e televisionados.

Desafio em atenção domiciliar

“A formação e a capacitação de profissionais continuam sendo o principal desafio da atenção domiciliar”, afirmou dr. Claudio Flauzino. “Em termos de cenário, vivemos um momento importante na atenção domiciliar, porque registramos crescimento numérico de prestadores, empresas e pacientes.”

Ele explicou que, no Brasil, a atenção domiciliar tem conseguindo mostrar resultados clínicos, assistenciais e também de redução de custos em relação à atividade hospitalar. “No entanto, é preciso que o crescimento da qualidade na assistência aos pacientes e seus familiares acompanhe esse crescimento numérico. Nesse contexto, a Home Doctor vem olhando com muito mais atenção para temas relacionados à qualificação profissional.” Outro aspecto que interessa à empresa é a tecnologia, tema também abordado por ele.

Editora Conteúdo/Abgail Cardoso