Home Doctor realiza doação de cestas básicas para Comunidade da Água Branca

360

Em meio a pandemia provocada pelo coronavírus, empresa realiza atividade social em comunidade próxima a sua matriz

Na tarde do último dia 30 de abril, a Home Doctor realizou a entrega de 200 cestas básicas para moradores da Comunidade da Água Branca, que margeia a sede da empresa na cidade de São Paulo. “Entendemos que se cada um olhar ao seu redor, já fará grande diferença neste momento difícil”, afirma Dr. Cláudio Flauzino, diretor executivo.

Colaboradores que integram o comitê Socioambiental da instituição foram recebidos pelo presidente da Associação de Moradores da comunidade, Emerson da Silva. Na ocasião moradores, que haviam sido anteriormente cadastrados e recebido uma senha, compareceram na sede da entidade munidos de documentos pessoais para o recebimento da cesta de alimentos. O horário de atendimento para a retirada se estendeu até o período da noite, a fim de evitar aglomerações devido as exigências sanitárias de restrição física impostas pela pandemia.

Projeto Sofia Casa Rosa

Os moradores receberam as doações na ‘Sofia Casa Rosa’, que abriga a Associação de Moradores e também onde são realizas diversas atividades e ações socioculturais para a comunidade local. A entidade existe desde 2008 e atende atualmente um público de 90 pessoas, composto majoritariamente por crianças. No espaço ocorrem aulas de reforço escolar, alfabetização para adultos, capoeira e zumba. “Esse projeto ajuda muito as crianças da comunidade, pois tentamos oferecer o máximo de ações possíveis para que elas tenham o seu tempo ocupado com atividades produtivas”, pontua o Emerson. Na ocasião, crianças atendidas pelo projeto também receberam brinquedos doados pela Home Doctor.

O presidente da Associação de Moradores Emerson com Rose e Adriana do comitê Socioambiental da Home Doctor

Uma importante ajuda em um momento oportuno

A comunidade, existente desde a década de 70, tem recebido algumas doações durante o período de pandemia, o que tem sido vital, tendo em vista o aumento do desemprego entre os moradores. De acordo com o presidente da Associação, a entrega das cestas para os locais baseou-se em um levantamento social realizado pelo projeto Sofia Casa Rosa, que mapeou as famílias que estavam mais vulneráveis e que, portanto, necessitavam prioritariamente das doações.